sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Decisões, decisões= Discussões, discussões= Aflições...

Um dos maiores problemas que detecto no Benfica versão 2014/2015 é a defesa. Luisão continua a ser um General sem medo. A sua cada vez menor velocidade, normal aos 33 anos, é compensado pelo apurado sentido de posicionamento. Bem melhor do que era há, por exemplo, 3/4 anos atrás. O brasileiro parece fresco e motivado, indiferente aos rumores sobre Itália. E com isso ganha o Benfica, que vê nele um líder dentro do campo. E a sua renovação é bem vinda. Tenho saudades do tempo em que as nossas referências terminavam a carreira de águia ao peito! Na baliza, a indefinição parece terminada: Júlio César parece ter agarrado o lugar de vez, relegando Artur Moraes a um, goste-se ou não, merecido papel secundário. O ex-titular do Brasil ainda tem uma época e meia pela frente em bom nível. E Maxi... bom, é Maxi. No melhor e no pior. 
Agora as incógnitas. Começo com o mesmo Maxi. Aos 30 anos, o uruguaio termina em breve o seu contrato (a propósito, onde estão os 5 jovens uruguaios com que o SLB foi chantageado por Paco Casal? E que na altura muitos aplaudiram, borrifando-se para os nossos miúdos?), é bom de notar. E se o tribunal da Luz é unânime: Maxi é um jogador à Benfica e um lateral direito capaz, não é menos verdade que "El Mono" disfarça com a sua entrega total algumas insuficiências defensivas, que de quando em vez nos custam golos. A sua valia é o facto de o Benfica ser mais ofensivo que defensivo. Mas contra adversários de mais valia, como na Champions League, Maxi tem mais dificuldades notoriamente. Na esquerda, lamento muito, mas Eliseu não é lateral para o Benfica. É simples. E não é por "mandar uns bujardos" para golo que o iliba da sua premente falta de qualidade para um 11 forte e ambicioso. Ele primeiro tem de saber defender em condições e depois vem o ataque. E se apanhasse Ferreira-Carrasco, ui... E o Benfica NÃO é o Málaga... É um jogador lento, pouco móvel e duro de rins. E aquela exibição ante França... Confrangedora, no mínimo! André Almeida é um "faz-tudo" mas não é solução a longo prazo e Benito é uma total incógnita, tendo sido já riscado por JJ, num traço de personalidade que eu detesto no nosso técnico: a casmurrice.  E Sílvio, veremos como regressa. Ou seja, em 3 laterais e 1/2, o cenário é mau...
E agora uma das decisões do momento: Jardel ou Lisandro. Teremos de recuar uns bons anos até encontrar uma indefinição tão grande no centro da defesa, ao nível da qualidade dos seus intérpretes. Até o Sidnei de 2008 mostrava mais qualidade que Jardel e Lisandro. E sou daqueles que ainda espero que o brasileiro assente as ideias e se revele um ás. É o que lhe falta. Isso e chegar cá com menos 8/10 kg que o costume! Ah, é bom lembrar: ele custou 5M€! Em Jardel e Lisandro, a escolha é difícil. Muito mesmo. O brasileiro é muitíssimo esforçado e batalhador, mas bastante limitado ao nível técnico e com falhas ao nível do posicionamento. Tem uma inegável capacidade de ser um recurso como 3º central do plantel, papel que desempenhou sempre com um enorme brio, mas titular uma época inteira, não creio.
Lisandro é um central que, se vê à légua, tem muito mais categoria. Nota-se que é rápido, tem impulsão e mais técnica. É um jogador mais fino, nota-se. No entanto, apesar de estar há um ano na Europa, ainda não se adaptou à velocidade do jogo de cá. Outra explicação é falta de entrosamento com Luisão, perceber como joga o "cap". Parece que lhe falta qualquer coisa. Creio que muitos olham-no como melhor que Jardel, mas ainda não confiam nele. Será o peso da camisola? Isso só se resolve com jogos... Ou não e o jogador perde-se, servindo só para clubes de menor nomeada.



Uma coisa parece-me certa: o Benfica tem problemas defensivos. O que não se deve só à defesa, mas também à inexistência de um médio defensivo de qualidade e a Enzo estar com a cabeça na "paella". Muito menos, como aconteceu em Braga, o Benfica pode jogar com apenas um homem no miolo e com uma defesa toda ela com mais de 30 anos, excepto um dos centrais... Creio que tivemos azar por Lisandro ter andado lesionado na pré, senão JJ poderia ter trabalhado a dupla com Luisão. E sem um trinco em condições (oxalá Fejsa regresse bem), as limitações da defesa são muito mais visíveis... E César, bom, é um puto que se fosse português nem à pré tinha ido. Mas assim...

Comprar ou não um central em Janeiro? Que achais?

1 comentários:

Tim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

Enviar um comentário

Debatam... Discutam as ideias. Não insistam no ataque e ofensa pessoal. Apresentem argumentos válidos a favor ou contra. Fora isso, será removido.