quinta-feira, 2 de julho de 2015

Abertura de Oficina: O Teste à estrutura

Resultado de imagem para SalvioA época está a iniciar-se e a oficina a abrir! Obviamente que o optimismo dita sempre as regras para o conforto de muitos. Mas neste momento, não duvido que o Benfica tem o plantel longe de estar fechado. E temos de admitir as nossas enormes limitações perante a concorrência (FCP). Em primeiro lugar, não altero uma vírgula: o grande mérito do ano passado é de Jesus, que espremeu o plantel mais limitado em 6 anos. E em vários pontos, inferior ao do FC Porto. Em segundo lugar, mudamos de treinador. Vitória nao conhece profundamente a realidade do clube, vai andar "às apalpadelas". Em terceiro lugar, num plantel já de si algo curto, perdemos Maxi, Salvio (até Dezembro) e Gaitán (quase de certeza). E isto se existirem surpresas de última hora, como Jonas... O mais preocupante? Os argentinos, sem dúvida. São os homens que fizeram a diferença, a par de Jonas. E substituí-los é difícil e um desafio e até agora não creio que isso tenha acontecido...

Não duvidemos de uma coisa: o Benfica precisa, neste momento, de adquirir 2/3 jogadores de grande qualidade. A meu ver, um lateral esquerdo, consoante a confiança em Marçal; um lateral direito; e um extremo que faça de preferência as duas alas, embora a esquerda seja a mais necessitada. Verdadeiras "trutas", embora haja quem diga que trutas não ganham campeonatos. Talvez... Mas fazem a diferença! E sem Gaitán e sem Salvio (até Dezembro), o Benfica precisa de "artistas", jogadores que de "caretas" façam a diferença. À excepção de Jonas, mesmo secundado por outros jogadores de qualidade (e experientes) como Samaris, Luisão, Lima, Júlio César ou Fejsa, não temos ninguém que faça a diferença. Que "vire" um jogo para nós! Mesmo com Carcela ou Taarabt, que são incógnitas e jogadores com historial de serem irregulares. 

Vieira, na entrevista ao jornal A Bola, afirma que o Benfica está "preso" à redução do orçamento. E perante as evidentes debilidades do plantel, este é o verdadeiro teste à estrutura: conseguirá o Benfica manter-se competitivo sem adquirir jogadores a 8/10M€? Terá o Benfica esses alvos bem identificados? Tem as parcerias montadas para ir buscar os jogadores necessários para Vieira dar a Vitória o que deu a Jesus? É aqui que está o segredo do sucesso! Para já, fico-me pela excitação habitual de ver o plantel a formar-se!! 

PS: "Desejo sorte aos meninos que vão estar agora connosco na equipa principal. Chamamos meninos, mas de meninos não têm nada, a responsabilidade é a mesma e vamos procurar ajudar da melhor maneira possível."- Júlio César. Em suma, é este o espírito que defendo que tem de existir no Benfica e a importância de ter jogadores bastante mais experientes. Não são para fazer receita, são para ajudar os miúdos!

3 comentários:

Anónimo disse...

----concordo .....aliás vou mais longe......É MELHOR FECHAR AS PORTAS............permite-me lembrar-te o inicio da época do bi.....também eram só desgraças.....os jornais enchiam 1º paginas com os melhores do mundo que estavam a chegar aos corruptos......agora pergunto-te....tás com medo dessa fera que custou 20m aos corruptos vindo do marselha????resumindo....TEM CALMA TEM FÉ....E ACREDITA....COM UM G/REDES REFORMADO COM UM D/ESQUERDO COXO COM UM PONTA DE LANÇA DESEMPREGADO.......lá vamos cantando e rindo.....RUMO AO 35....abraço

nonameslb disse...

E so apostar na formacao,existem jogadores preparados para se tornarem trutas.

Dr. Ghozé Pablito disse...

A reportagem que a SIC está a transmitir tem sido muito educativa no que à estrutura diz respeito. Como exemplo, as câmaras que seguem o movimento dos jogadores e que são monitorizadas por técnicos presentes nas bancadas, os quais dão informação em tempo real ao banco.

Existe pois uma miríade de ferramentas na estrutura, sendo uma o treinador (a mais importante, decerto), mas não a única, nem exclusiva. E atenção que sempre fui defensor de JJ. Não passei a achar que não presta porque se foi embora. O que é facto é que a sua saída abrupta e a questão estrutura vs. treinador que foi posta por muitos, levou-nos a conhecer de forma inusitada, mais ao pormenor, o funcionamento da equipa, e desse modo foi possível perceber que, de facto, uma boa parte do sucesso de Jesus se deveu à organização, qualidade, tecnologia e profissionalismo da máquina Benfica. Neste sentido, penso que o impacto da mudança de treinador será muito menor do que muitos julgaram há umas semanas.

Cada vez mais acredito que Rui Vitória irá ter sucesso. Para bem dele e sobretudo do nosso!

Enviar um comentário

Debatam... Discutam as ideias. Não insistam no ataque e ofensa pessoal. Apresentem argumentos válidos a favor ou contra. Fora isso, será removido.