segunda-feira, 15 de junho de 2015

A entrevista de Maxi: seria a "bomba" de hoje?..

Antes de mais, é um "furo" em grande para A Bola, chegar à fala com o lateral direito do Uruguai. E como já li a dita entrevista, posso formular um juízo de valor, fugindo ao imediatismo das parangonas. A verdade é que fico amplamente decepcionado. Note-se que a raiz da dita decepção ou está com o Maxi ou com o Benfica. Mas no que li fica-me o amargo de boca por Maxi não se importar de ficar por cá, como se o carinho que devotado pelos adeptos lhe fosse algo de indiferente. Como se o facto do Benfica ter feito dele um lateral de referência fosse algo de menor importância. Ou o facto de. quando chegou à Europa, outrora ter sido um médio banal e hoje ser um jogador com inúmeros títulos no currículo, inclusive internacionais, e com participações pelo seu país em competições diversas. 
Como disse, o impasse pode dever-se ao Benfica pelo clube não querer pagar o supostamente merecido ou não ter resolvido isto a tempo. E o Benfica não pode constantemente ser ilibado deste tipo de coisas. Há responsabilidade, seja por incompetência desportiva, seja por opção, tendo que arcar com as devidas consequências. Agora se Maxi quer um grande contrato, o Benfica tem de analisar muito bem o que fazer com um jogador com 31 anos. Que espécie de contrato ele merece.
É claro que está ali uma grande "cacha" para um jornal. Sabemos também que há, nesta entrevista, a componente emocional para ser jogada. É o trabalho deles, caramba! Mas lidas as palavras de Maxi, as que estão entre as aspas, fugindo aos considerandos dos jornalistas, a minha interpretação é uma: Maxi quer o contrato de uma vida. Mas o que muitos bloggers e facebookers gostam de esquecer, preferindo o facilitismo de acusar o jornal, é do papel do bandalho Paco Casal. Este mesmo que chantageou o Benfica com 5 sub17 do Uruguai. E hoje, este impasse deve-se, não duvido, em boa parte a ele. Ao jogar com as nossas emoções, quer "sacar" o mais possível, usando a ameaça de ir para o Sporting ou Porto como arma.
Em relação às palavras de Maxi, e isolando-as ao máximo do restante contexto (Casal e Vieira), parecem-me mesmo de despedida. E depois desta entrevista, dificilmente haverá retorno. E a existir, a relação já não será a mesma. Maxi escamoteou um bocadinho o carinho que temos por ele. Aceito perfeitamente que ele queira o melhor para a família. Mas com 8 anos de Benfica, exigia um pouco mais de compromisso dele para com a nossa causa! E a abertura que ele mostrou perante a chance de assinar por um rival deixa-me perturbado e triste, deixando ver afinal que tudo é questão de euros. Se o Porto ou o Sporting chegarem ao que ele quer, vai e pronto. Sem hesitar! E é isso que não acho correcto e que me deixa desiludido. E estando Casal na jogada, tudo piora... 
Maxi, goste ou não, se é o jogador que é deve-o, em boa parte, ao Benfica! E está num pedestal para milhões. E aparentemente, esqueceu-se de tudo isso... Em nome de um contracto para a vida!

6 comentários:

Ricardo disse...

Lê a entevista toda! Jamais jogara no Porto ou Sporting! Esses pasquins deviam ser pendurados pelo pescoço!

Red Army Officer disse...

Ricardo, desculpa, mas isso não está lá, eu li-a.

Bitaites à Lá Benfica disse...

Pode não estar na entrevista, mas ele disse-o quando entrevistado no Marquês aquando dos festejos de campeão "non non, en Portugal solo en Benfica". Pelos vistos, o discurso está diferente.

moreira disse...

Um benfiquista não pode ser dependente de quaisquer jogadores ou treinadores.
Enquanto cá estão são os melhores, depois ..........
Um benfiquista só pode ser dependente do GLORIOSO.
BENFICA SEMPRE

Anónimo disse...

Caro Red, não é aconselhavel estar o caríssimo a gastar latim, ainda por cima com tinta de desilusão, sobre uma não situação, isto é, o Maxi ainda é jogador do Benfica e se por um lado não há notícias de que ele renovou tamb´+em não ha nada a dizer que ele assinou por A ou por B. Até pode dar-se o caso de ele estar à espera de ver para onde vai o amigo/irmão Gaitan e rumar para o clube dele ou para a cidade onde ele vai jogar...tudo é possível, inclusive os cenários que tanto o inquietam mas a verdade é que até hoje nada existe de concreto. Em conclusão, para mim o Maxi não é rato, até que isso fique provado em concreto.
Saudações benfiquistas.
ATF

Anónimo disse...

Não gostei particularmente da parte em que disse que não haviam propostas de sporting e porto e que estava à espera da melhor opção. está à espera que eles façam proposta? para depois comparar com a do benfica? com 31 anos nao há de receber muito mais em qualquer desses clubes, a não ser em premio de assinatura, portanto isso da familia é uma grande treta, ate porque o dinheiro que recebeu ao longo da carreira dá para os 4 filhos viverem à vontade para o resto da vida. se for embora para um desses clubes, ok. la estarei na luz a assobiar-te. se renovar pelo benfica, estaria de acordo em que lhe tirassem o estatuto de vice-capitao, porque um vice-capitao que se preze nao faz isto a um clube e a adeptos como nós.

Enviar um comentário

Debatam... Discutam as ideias. Não insistam no ataque e ofensa pessoal. Apresentem argumentos válidos a favor ou contra. Fora isso, será removido.